seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

Desembargador quer que povo retorne aos estádios do Rio

O Flamengo tentou impedir que o Fluminense jogasse com o Madureira no Estádio do Maracanã.

O Flamengo tentou impedir que o Fluminense jogasse com o Madureira no Estádio do Maracanã. O clube recorreu, na tarde de domingo, ao Plantão 24 Horas do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Curiosamente, quem estava respondendo pelo expediente era o desembargador Sylvio Capanema, conselheiro do Flamengo.

Ele negou a pretensão do seu clube com um argumento: faltavam poucas horas para o jogo começar e manter a partida no Estádio do Madureira, como estava previsto na tabela do campeonato, iria causar mais transtornos ainda aos torcedores.

No final da decisão de oito páginas, o desembargador elogiou a diretoria do Flamengo por tentar manter a tabela do campeonato, criticou um juiz que se negou a examinar o pedido do clube para impedir a mudança do estádio e pediu aos cronistas esportivos, torcedores, atletas e cidadãos em geral que se unam “na sagrada tarefa de salvar o futebol carioca, mergulhado no caos, para que o povo retorne aos estádios com suas famílias”. E acrescentou: “Como eu fazia no passado”.

Capanema destacou que “repetem-se as mesmas e condenáveis práticas, animadas pela politicagem irresponsável, que procura, apenas, eternizar os dirigentes e os cartolas, trazendo como dramática conseqüência a decadência moral e econômica do futebol brasileiro”.

O desembargador advertiu que “todas as demais partidas, que envolvam times considerados grandes e que estejam para ser disputadas em estádios dos adversários pequenos, poderão ser suspensas também, sob pena de se consagrar o odioso sistema de dois pesos e duas medidas”.

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

Médico que acumulava cinco cargos públicos é condenado por improbidade administrativa
Aposentada será indenizada em dano moral por cobrança de seguro não contratado
Distrito Federal é condenado a indenizar aluno ferido em escola pública