- Atualizado em

DF: governador demite chefe da Polícia Civil que não controla nem lidera classe

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, decidiu demitir a delegada Mailine Alvarenga da chefia do comando da Polícia Civil, corporação que está em greve há uma semana. A troca ocorre na mesma semana em que a imprensa divulgou um grampo, em operação da própria polícia, em que Agnelo, então diretor da Anvisa, conversa com o PM milionário João Dias, o delator do suposto esquema que derrubou Orlando Silva do Ministério do Esporte. Segundo nota da Polícia Civil, a delegada “realizou uma gestão competente na primeira fase de governo, cumprindo com êxito sua missão, e continuará como colaboradora da SSP/DF”. Ainda segundo o GDF, a mudança ocorre por ajustes internos e “naturais”.  Assume o cargo o delegado Onofre de Moraes. A delegada passou por pressão política em maio, quando correu em Brasília notícia de que parte da bancada governista na Câmara Distrital estava insatisfeita com sua atuação, e fez lobby para que o governador a substituísse. Agnelo, no entanto, a manteve no cargo até esta quarta.

Comentários