Dir. Processual Penal

- Atualizado em

STJ: Mussi suspende execução provisória de penas restritivas contra condenado por sonegação fiscal

O ministro Jorge Mussi, do STJ, suspendeu a execução provisória de penas restritivas de direitos impostas a paciente condenado por sonegação fiscal.

Na decisão monocrática, o ministro ressalta que embora o plenário do STF tenha decidido pela viabilidade da imediata execução da pena imposta ou confirmada pelos tribunais locais após esgotadas as respectivas jurisdições, o próprio STJ tem se posicionado no sentido de que tal possibilidade não se estende às penas restritivas de direitos, tendo em vista a norma contida no artigo 147 da Lei de Execução Penal.

Na espécie, constata-se que após o julgamento do AREsp 1.197.067/PE por este Sodalício, a defesa interpôs recurso extraordinário, ainda não apreciado, o que impede a execução provisória das sanções alternativas cominadas ao réu.

Dessa forma, o ministro concedeu ordem de ofício para o paciente.

O escritório João Vieira Neto Advocacia Criminal patrocinou a defesa do impetrante por meio da atuação do advogado João Vieira Neto.

No Banner to display

Comentários