seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

Pedófilo é condenado a ficar longe da internet por 5 anos

Um homem de 37 anos acusado de pedofilia no Reino Unido por ter feito sexo com uma menina de 14 anos foi condenado a 18 meses de prisão e também a ficar longe da internet e de telefones celulares por cinco anos.

Um homem de 37 anos acusado de pedofilia no Reino Unido por ter feito sexo com uma menina de 14 anos foi condenado a 18 meses de prisão e também a ficar longe da internet e de telefones celulares por cinco anos.

Gary Geoffrey Thomas, conheceu a garota numa sala de bate-papo. Disse que tinha apenas 20 anos, entrou em contato com ela por telefone e viajou até a cidade de Powys (Gales) para encontrá-la, segundo o site The Register.

A maior dificuldade, no entanto, será saber se Thomas realmente ficará longe da internet. Segundo a policial Diane Davies, que participou do caso e pediu que o pedófilo fosse proibido de acessar a rede, não há como impedir que ele use um computador e acesse a web.

Pelo projeto de lei de abuso sexual em discussão no Reino Unido, que ainda não tem data certa para entrar em vigor, a pena por travar relações sexuais com menores entre 13 e 16 anos subirá para 14 anos.

Além disso, sexo com menores de 13 anos será considerado estupro, e o acusado estará sujeito à pena máxima de prisão perpétua.

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

Princípio da precaução: a obrigação de proteger o meio ambiente mesmo quando o dano é incerto
Preterição : CNJ suspende processo de promoção a desembargador do TJ-RN
STF concede liminar para manter funcionamento de hospital psiquiátrico