No Banner to display

Notícias Gerais

- Atualizado em

IGMA: saiba a pontuação do desenvolvimento do seu estado ou cidade

O desenvolvimento de políticas públicas em todas as áreas (educação, saúde, segurança, acesso à saúde, moradia, saneamento básico, transporte, entre outros) é um processo complexo, fruto das necessidades de diferentes grupos sociais, das disputas estabelecidas quando estas não são conciliáveis, da realização de estudos e de acompanhamento ao longo do tempo para observar a evolução de uma determinada proposta.

Disseminar os aparelhos de educação, cultura e saúde, melhorar o trânsito, reduzir os índices de poluição e aprimorar a mobilidade urbana, descartar o lixo corretamente e garantir moradia a todas as pessoas são alguns exemplos de iniciativas necessárias para fazer das cidades um lugar melhor de se viver. Você sabe o que é o IGMA e a importância dele nesse processo? Veja mais a seguir!

O que é

A plataforma Índice de Gestão Municipal Aquila (IGMA) acompanha a evolução dos municípios brasileiros, sendo um ponto de apoio importante para que o poder público e a sociedade civil monitorem cada um dos pilares de desenvolvimento municipal.

Essa plataforma se utiliza de Big Data, ferramenta que permite analisar de forma estratégica um enorme volume de dados, que dificilmente poderiam ser analisados no mesmo período de tempo por humanos. O Big Data permite coletar, organizar e verificar as repetições em um determinado volume de dados, o que permite uma interpretação de dados mais complexa e a obtenção de insights relevantes sobre eles.

O IGMA é formado por 41 indicadores alimentados por fontes públicas, processados a partir de um algoritmo que fornece um índice para cada município. Os dados são atualizados em tempo real, assim que uma nova informação é disponibilizada pelo poder público. 

Pontuação

O IGMA de uma cidade indica em que situação ela está. A escala da pontuação varia de 0 a 100, sendo que quanto mais próximo de 100, melhor é o índice da cidade, ou seja, melhor ela é para se viver. 

Existem quatro tipos de classificação: a primeira é “situação crítica” (para IGMA entre 0 e 50), a segunda é “em desenvolvimento” (entre 50 e  65), a terceira é “desenvolvida” (entre 65 e 80) e “excelente” (entre 80 e 100).

Formas de visualização 

O cruzamento de informações realizado pelo algoritmo processa os indicadores e os disponibiliza sob três formas. A primeira delas é denominada “Explorando o Brasil”, que disponibiliza um mapa do Brasil com cada um dos estados e, ao clicar em cada um deles, o internauta visualiza os índices para diversas áreas por mesorregião e por cada município.

Outra visualização possível é comparar cidades e indicadores, na qual o usuário deve digitar o nome dos municípios cujos indicadores ele deseja comparar. Por fim, a última visualização disponível na plataforma IGMA é o Machine Learning, cujo algoritmo vai comparar os indicadores dos 5570 municípios do país e agrupar as cidades por PIB per capita, localização, arrecadação e tamanho populacional.

Organização e classificação

O IGMA é composto por quatro indicadores e cinco dimensões: educação, eficiência fiscal e transparência, saúde e bem-estar, infraestrutura e mobilidade, desenvolvimento socioeconômico e ordem pública. Cada uma dessas áreas possui os seus indicadores. Na área da saúde, são considerados fatores como cobertura de saúde da família, expectativa de vida ao nascer, taxa de mortalidade infantil, entre outros. Já em educação, analisa-se taxa de analfabetismo, expectativa de anos de estudo, taxa de abandono escolar, etc.

No que se refere aos estados, Santa Catarina é o que apresenta maior IGMA (64,68), seguido por São Paulo (64,22), Rio Grande do Sul (62,73), Paraná (61,08), Minas Gerais (57,29) e Espírito Santo (55,87). O Pará (35,35), o Amapá (35,96) e o Amazonas (36,92) aparecem nas últimas colocações. 

Não existem informações sobre o Distrito Federal. A plataforma é aberta, porém, é preciso realizar um cadastro na plataforma para acessar os indicadores detalhados de cada um dos pilares.

Fonte: Barbara Guides

No Banner to display

Comentários