No Banner to display

Notícias Gerais

- Atualizado em

Você já ouviu falar no conceito de loja circular?

Você já ouviu falar em economia circular? O conceito, criado em 1989, diz sobre negócios criados com perspectiva de uma melhor utilização dos recursos naturais e dos meios de produção, buscando diminuir ao máximo o impacto que essa empresa causa na natureza.

O conceito vem ganhando cada vez mais força nos últimos anos, atingindo diversos setores da economia e da produção. Com isso, empresas e marcas passaram a se preocupar em tomar decisões mais sustentáveis e em oferecer uma experiência de economia circular a seus clientes. É o caso da maior varejista de moda feminina no Brasil, a Renner, que inaugurou em 2021 sua primeira loja circular. 

O que é uma loja circular?

O termo “loja circular” vem da economia circular, ou seja, refere-se a um modelo de negócios que leva em consideração maior tempo de duração dos produtos, menos descarte e meios de produção mais sustentáveis. De uma maneira geral, é uma loja sustentável. 

Mas qual a diferença entre uma loja sustentável e uma que vende produtos “amigos do meio ambiente”? Nesse caso, a principal diferença está em seu conceito geral. Em uma loja circular, não são apenas os produtos que são fabricados com menos impacto, mas toda a experiência do cliente, a arquitetura do local e as ações tomadas dentro dela. 

Assim, uma loja circular busca atender os princípios da economia circular como um todo, não apenas na produção de suas peças ou na realização de seus serviços:

  • reduzir ao máximo o descarte, os resíduos e a poluição em sua produção (papel de uma boa gestão de recursos); 
  • manter produtos e materiais em uso, evitando ao máximo o descarte, sendo indicado escolher sempre opções autossustentáveis; 
  • regenerar sistemas naturais, investindo em recursos renováveis e com alto desempenho, diminuindo gastos com extração dos naturais.

O foco em sustentabilidade

O meio ambiente e a sustentabilidade vêm se tornando tópicos cada vez mais discutidos tanto no mercado quanto na sociedade. Na verdade, questões ambientais referentes à economia e aos meios de produção já são debatidas desde a década de 1970 pelos maiores países do mundo, mas ganhou força em 1992, com a primeira Cúpula da Terra (Eco-92), evento que reuniu no Rio de Janeiro presidentes das principais nações para discutir o futuro do desenvolvimento econômico e do meio ambiente. Na época, já se falava em economia circular. 

De lá para cá, uma das diferenças que impulsionou o conceito de loja circular é o fato de a sociedade em geral também estar preocupada com a sustentabilidade e seu impacto ambiental no mundo. Gerações mais jovens, como a Millennial, já escolhem o que irão ou não comprar de acordo com o posicionamento de uma marca perante essa discussão. 

Dessa maneira, a loja circular vem ao encontro de uma demanda da própria sociedade de consumir de maneira mais sustentável em contexto mais geral. Ou seja, não é apenas a peça que precisa ser amiga do meio ambiente, mas também toda a loja, as ações feitas pela marca e mais. 

Case: Renner lança loja circular

No Brasil, as lojas circulares ainda não são tão conhecidas, mas a Renner foi uma das primeiras grandes varejistas a implementar a ideia, inaugurando sua loja circular no Shopping Rio Sul, no Rio de Janeiro, em novembro de 2021. 

Conhecida como a maior fast fashion do país, a marca quer investir agora também na produção de peças mais sustentáveis desde sua fabricação até seu uso pelo cliente. Ou seja, agora, as roupas contam com tecidos menos poluentes e mais duráveis, fazendo com que o cliente consiga utilizar a peça por muito mais tempo, passá-la para frente, trocá-la por outra e muito mais. 

Além da nova possibilidade de produção, a loja circular da Renner também conta com diferentes conceitos mais sustentáveis. De acordo com a própria marca, as principais iniciativas trabalhadas na loja circular da Renner foram:

    • arquitetura única: guiada pelo design circular, seguindo certificações de eco friendly LEED e BREEAM; 
    • espaços mais verdes: uso de materiais reciclados, plantas e elementos naturais; 
    • destaque para a sustentabilidade: programa de logística reversa, parcerias com brechó online Repassa, aplicativo SOS Costura e produtos com selo Re Moda Responsável.
  • circularidade nos detalhes: mobiliário e manequins também foram desenvolvidos em processos circulares, contando inclusive com logística reversa.

Dessa maneira, uma loja circular conta com inúmeras iniciativas acerca da sustentabilidade e são promessa para o futuro em todo o mundo. 

Fonte: Barbara Guides

No Banner to display

Comentários