seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

A Educação de Trânsito no Brasil do PT

O relatório de gestão do ano de 2003 do Departamento Nacional de Trânsito – DENATRAN, transferido pelo governo Lula para o Ministério das Cidades, traz no seu

O relatório de gestão do ano de 2003 do Departamento Nacional de Trânsito – DENATRAN, transferido pelo governo Lula para o Ministério das Cidades, traz no seu bojo demonstrativos consolidados que não nos permitem deitar a cabeça e dormir tranqüilos com relação à política de trânsito a ser adotada pelo governo federal.

Senão vejamos, de um total de recursos na ordem de R$ 37.583.140,00 (Trinta e sete milhões quinhentos e oitenta e três mil e cento e quarenta reais) utilizados nos diversos programas de trabalhos executados pela autarquia, apenas R$ 553.081,00 (Quinhentos e cinqüenta e três mil e oitenta e um reais) foram destinados a Campanhas Educativas para a prevenção de acidentes de trânsito e R$ 4.422.373,00 (Quatro milhões quatrocentos e vinte e dois mil e trezentos e setenta e três reais) no apoio a projetos intersetoriais de prevenção de acidentes de trânsito, ou seja, pouco de mais de 13,2% por cento do orçamento utilizado pelo DENATRAN foi destinado à única ação capaz de melhorar o trânsito no nosso país que é a Educação de Trânsito.

Enquanto isto a pesada estrutura arcaica e obsoleta dos Sistemas RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores) e RENACH (Registro Nacional de Carteiras de Habilitação), importantíssimos na sua filosofia, mas mal geridos pela estrutura ultrapassada do Serviço Nacional de Processamento de Dados – SERPRO e de custo elevado, consumiu desta forma R$ 31.420.539,19 (Trinta e um milhões quatrocentos e vinte mil, quinhentos e trinta e nove reais e dezenove centavos), o que equivale a 83,6% de todos os recursos utilizados.

Mais uma vez os recursos públicos estão indo pelo ralo abaixo, escasseados pela má gestão de administradores incompetentes e sem compromisso com a coisa pública, que adotam soluções corretivas de apagar o fogo, evitando adotar medidas preventivas, corretas e que podem a longo prazo resolver o problema trânsito no país.

Comenta-se muito que um governo petista estaria mais próximo do povo, para o povo e pelo povo, mas as suas ações têm se caracterizado pelo continuísmo de praticas políticas antigas e conhecidas, açodadas por interesses econômicos característicos de governos autoritários e totalitários deixando a população carente de atitudes que demonstrem respeito a melhoria das condições de vida.

Só a boa vontade política de um governo sério, pode mudar esta nossa realidade de dor e sofrimento, pela falta de educação da nossa sociedade seja como pedestres motoristas ou como cidadãos.

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

Espólio receberá valores da reserva especial de plano de previdência complementar
Mulher que teve apartamento roubado por falsos policiais deve ser indenizada
Ex-esposa que recebia pensão de alimentos tem direito a 50% da pensão por morte do instituidor