seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

Faixa de pedestre: caminho para a vida

Recente pesquisa realizada por segmentos universitários comprova que o brasileiro não obedece à faixa de pedestre, com o intrigante agravante de que esta asse

Faixa de pedestre: caminho para a vida

Recente pesquisa realizada por segmentos universitários comprova que o brasileiro não obedece à faixa de pedestre, com o intrigante agravante de que esta assertiva tanto vale para o motorista como também, pasmem, para o próprio pedestre.

É exatamente isso, aquele que deveria ser o beneficiário, deste direito inalienável de atravessar as vias com segurança, recusa-se a exercê-lo, atravessando as ruas em locais não apropriados, sem sinalização, colocando em risco a própria vida.

A prefeitura municipal de João Pessoa iniciou esta semana a campanha “Pedestre na faixa” que tem como objetivo principal a conscientização da população para a importância deste instrumento de sinalização horizontal de trânsito, que é denominado pelo Código de Trânsito Brasileiro, de Faixa de travessia de pedestres.

A campanha, elaborada pela Superintendência de Transportes e Transito do município, conta com a participação de atores populares e palhaços que conjuntamente aos agentes de trânsito, os conhecidos amarelinhos, auxiliam os pedestres na travessia e exibem faixas orientando os motoristas a respeitarem este direito. Além de uma vasta divulgação em toda a mídia em geral.

Louve-se a iniciativa, acredito que a educação ainda é o melhor, mais curto e mais eficiente caminho, para um trânsito seguro.

Brasília conseguiu em 1995, educar a sua população para o respeito ao direito do pedestre a travessia da faixa, porque não podemos conseguir, mesmo que dez anos depois.

Nunca é tarde para começarmos a respeitar o direito alheio.

Respeitar a faixa de pedestre é respeitar o ser humano, é respeitar a vida, é demonstrar amor ao próximo.



Conquistas dos pedestres com o Código de Trânsito Brasileiro


Os pedestres conquistaram, definitivamente o respeito ao uso da faixa de pedestre.

Deixar de dar preferência de passagem ao pedestre quando ele está na faixa, que não tenha concluído a travessia ou os portadores de deficiência física, criança, idosos e gestantes é infração gravíssima.

Parar o automóvel na faixa de pedestre na mudança de sinal também incide em multa. O artigo 170 é ainda mais específico: dirigir ameaçando os pedestres que estejam atravessando a via pública é infração gravíssima. Além de pagar a multa, o infrator tem sua carteira suspensa, o veículo é retido e o documento de habilitação é recolhido pela autoridade de trânsito.

Procedimentos que devem ser rigorosamente observados para a travessia segura:

a) onde houver sinalização semafórica e faixa de pedestre: obedecer o semáforo parando antes da faixa e só se movimentar após a passagem completa do pedestre;

b) onde há faixa e não há semáforo, dirigir em velocidade reduzida, observar atentamente se há pedestre para atravessar e sinalizar para os outros condutores a intenção de parar para dar a vez ao pedestre;

c) onde não há sinalização, o condutor deve estar atento se há pedestres transitando, para dar-lhe prioridade.

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

Espólio receberá valores da reserva especial de plano de previdência complementar
Mulher que teve apartamento roubado por falsos policiais deve ser indenizada
Ex-esposa que recebia pensão de alimentos tem direito a 50% da pensão por morte do instituidor