No Banner to display

- Atualizado em

Sindicalistas em peso e deputados de menos: Câmara ignora Convenção 151

Um dia após os 100 mil médicos do SUS anunciarem
paralisação do atendimento em todo o país e com diversas categorias do
setor público em greve, a regulamentação das relações de trabalho dos
servidores, que espera há 30 anos no Congresso para virar lei, não
atraiu os parlamentares ao debate. A audiência pública, sobre a
regulamentação da Convenção 151 da OIT,  na Câmara dos Deputados nesta
terça-feira, ficou lotada de representantes das centrais sindicais,
confederações, federações e sindicatos, de todas as tendências, mas
terminou com a deputada Fátima Pelaes (PMDB-AP) lamentando baixo
comparecimento de seus pares. O presidente da Confederação dos
Servidores Públicos do Brasil (CSPB), João Domingos, aproveitou para
conclamar CUT a se unir às demais centrais em torno de um único projeto
de lei e convidou todos para o lançamento da campanha de mobilização
nacional pela regulamentação da Convenção 151, que será lançada nesta
sexta-feira, dia 27 de outubro, Dia do Servidor, em Goiânia. Na cidade,
haverá uma Marcha de Servidores e um show gratuito de Gabriel O
Pensador. O rapper é o protagonistas dos comerciais de Rádio e TV e
autor do jingle da campanha que pretende mobilizar toda a sociedade por
novas regras para o serviço público.

Comentários