seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

O impacto das tecnologias nas áreas fiscais e tributárias

A complexidade do sistema tributário e fiscal brasileiro sempre exigiu das empresas um grande volume de atividades manuais e repetitivas, além de redobrada atenção aos detalhes e mudanças nas regras. Nas últimas décadas, os avanços da tecnologia causaram um impacto positivo na redução de parte desse trabalho, transferindo para o digital muitas tarefas relacionadas a documentos em papel.

Mesmo assim, apesar de tantas mudanças, ainda há espaço para melhorar a eficiência das áreas ficais e tributárias, reduzindo tarefas manuais, automatizando processos e mitigando riscos de não cumprimento das obrigações. Por isso, é importante estar atento às tendências tecnológicas que podem impactar o desempenho de profissionais da área.

Aqui estão algumas das principais tecnológicas que devem impactar as áreas fiscais e tributárias.

Uso da Inteligência Artificial

Em todas os setores, a Inteligência Artificial surge como uma tendência que, nos próximos anos, transformará drasticamente a execução de tarefas. O impacto desta tecnologia para as áreas fiscais e tributárias deverá trazer ganhos de produtividade e redução de trabalhos manuais repetitivos. Isso tende a ocorrer com a IA funcionando como um assistente para cálculos de tributos, alertas de riscos sobre irregularidades ou necessidade de auditoria e classificação de documentos. Um exemplo de como isso acontecerá na prática pode ser visto no Joule, noma da IA que passou a ser integrada ao SAP. A solução atua como um copiloto que ajuda a classificar e contextualizar informações diversas com rapidez e precisão.

Soluções na nuvem

Embora já seja uma realidade em muitas empresas, a uso de soluções em nuvem para a gestão tributária e fiscal segue sendo uma tendência que deverá se intensificar no próximo ano. Além de trazer mais transparência aos processos, esta tecnologia favorece a otimização da produtividade ao facilitar a colaboração em tempo real na execução de tarefas. Há também ganhos de segurança e confiabilidade, já que a proteção de dados e a geração de backups se tornam mais efetivas.

Soluções de blockchain

Ainda no quesito segurança e transparência, o uso de blockchain também é uma tendência que deve se consolidar em 2024. Transações realizadas com esta tecnologia garantem rastreabilidade para uma fiscalização mais eficiente e assertiva. Isso previne fraudes, reduz burocracia e facilita a geração e acompanhamento de relatórios.

RPA Fiscal

A sigla para Robotic Process Automation aplicada na área fiscal é mais uma tecnologia que, embora já esteja presente em algumas empresas, tem ainda um grande potencial de transformação nos processos, sendo assim uma tendência importante para 2024. Isso é ainda mais real diante do avanço da IA generativa e sua implementação em diversas tecnologias. Na prática, soluções de RPA podem automatizar tarefas como emissão de guias, geração de relatórios e validação de dados fiscais.

Por fim, é sempre importante lembrar que assuntos tributários e fiscais formam ecossistemas que precisam funcionar de forma coordenada e planejada. Ao pensar em tecnologias para melhorar a eficiência, a segurança e o correto cumprimento de obrigações, deve-se ter uma visão global para compreender onde e como cada solução pode fazer a diferença de forma integrada e efetiva

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

Dano moral coletivo: Tratamento inadequado a idosos e gestantes merece punição pedagógica
Devedor solidário que paga dívida sozinho pode assumir lugar do credor na execução
TJ/SP: Financeira deve readequar juros excessivos em contrato de carro