seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

STJ afasta prisão de pai que deve pensão a advogada de 26 anos

Via @portalmigalhas | A 3ª turma do STJ confirmou liminar para afastar a prisão de um pai devedor de alimentos. O colegiado observou que a filha, credora, tem 26 anos, é formada e pós-graduada em Direito, inscrita na OAB, associada de escritório de advocacia e atua em diversas causas trabalhistas.

Segundo os autos, o paciente, que se encontra preso desde novembro de 2023, não teria condições financeiras de pagar os alimentos devidos a sua filha que já conta com 26 anos de idade, possui graduação e trabalha. A defesa alegou ao STJ que não se justifica, nessa medida, a ordem de prisão.O relator, ministro Moura Ribeiro, ressaltou a ausência de urgência do recebimento da pensão visto que a credora tem 26 anos, é formada e pós-graduada em Direito, inscrita na OAB, associada de escritório de advocacia e atua em diversas causas trabalhistas.

“Em casos tais como esse recomenda-se que o restante da dívida seja executada sem a possibilidade da prisão civil”, destacou.

Para o ministro, não parece razoável, nesses termos, manter a prisão do paciente se não há risco alimentar.

Diante disso, não conheceu do habeas corpus, mas concedeu a ordem de ofício para confirmar liminar e manter a liberdade do devedor.

Processo: HC 875.013

O caso tramita em segredo de Justiça.

Fonte: https://www.migalhas.com.br/quentes/402157/stj-afasta-prisao-de-pai-que-deve-pensao-a-advogada-de-26-anos

Foto: divulgação da Web

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

STJ: Ministra Daniela Teixeira anula Júri em que réu foi colocado de costas para jurados
STJ: Quebra de cadeado é ato preparatório e não configura tentativa de furto
OAB aprova texto da PEC “anti-Moraes”, que será enviada ao Congresso