seu conteúdo no nosso portal

Nossas redes sociais

Gonet cita Lewandowski para reverter presentão de Toffoli a Odebrecht

Chefe da PGR, Paulo Gonet tenta no STF reverter decisão de Toffoli que derrubou todos os atos da Lava Jato contra Marcelo Odebrecht

O atual ministro da Justiça do governo Lula e ex-ministro do STFRicardo Lewandowski, ocupa um espaço importante na argumentação do procurador-geral da República, Paulo Gonet, em sua tentativa de reverter a decisão de Dias Toffoli que anulou todos os atos da Operação Lava Jato contra o empresário Marcelo Odebrecht.

Esses critérios são, segundo Gonet, a necessidade de que o autor do pedido seja alvo do mesmo processo que o autor do pedido original; e que a decisão que se pretende estender não tenha sido fundada em “motivos de ordem exclusivamente pessoal”. Para Gonet, no entanto, a solicitação de Marcelo Odebrecht não cumpre esses requisitos.

Nas duas decisões citadas pela PGR, ambas de 2021, Lewandowski rejeitou estender a outros interessados sua decisão de conceder a Lula acesso à íntegra das mensagens hackeadas da força-tarefa da Lava Jato.

As razões do ministro para barrar os pedidos foram, exatamente como argumenta Gonet, o “caráter personalíssimo” de Lula no processo, o fato de os interessados não serem réus na mesma ação penal que o petista e a falta de “similitude” entre os pedidos de extensão e a ação original.
FONTE: METROPOLES
Foto: Metropoles

Compartihe

OUTRAS NOTÍCIAS

Espólio receberá valores da reserva especial de plano de previdência complementar
Mulher que teve apartamento roubado por falsos policiais deve ser indenizada
Ex-esposa que recebia pensão de alimentos tem direito a 50% da pensão por morte do instituidor